domingo, 8 de junho de 2008

Metades Unidas Por Uma Nova Bebida



De copo vazio e alma repleta

O copo está vazio e a alma está cheia de sede.
O caos é a ousadia de tentar algo novo.
Fugir da simplicidade e do medo.
Fugir das metades...

Todo dia as mesmas coisas.
O caminho é o mesmo,
As mesmas pessoas...

Por alguns instantes o motor parece novo
Mais ágil, mais potente...
Carrega a responsabilidade de tal imagem.
Todo o peso do mundo nos ombros
Erguidos, para impor respeito.
Como se ele viesse numa dessas caixinhas presenteáveis.
Com lacinhos na tampa
E papéis picados por dentro.

O copo está vazio e a alma está transbordando de sede
A dor e a delícia de novos anos.
De novas linhas, novos olhares...
De situações novamente clichês.

O copo está vazio e a garrafa está cheia de alma.
E a alma está cheia de sede.
E a sede é imediata e impaciente
Como febres ardentes que não conhecemos a causa
No meio das noites insones e das festas badaladas.

O copo está vazio e as metades estão cheias de alma.
Pronta para uma nova bebida.
Pronta para uma nova vida.

O copo está vazio e o vazio está cheinho...
De alma, de sede, de paixão...
De loucura por metades mais cheias
Por sonhos e almas mais etéreas.
Por loucuras mais loucas e por almas mais cheias de vida e de paixão.


(Laís Mendes, Junho de 2008)
>>>
Ps.1: Muito tempo sem postar, louca de saudade do blog! Mil desculpas aos meus leitores e amigos! O tempo anda curto, mas prometo não sumir de novo!

Ps.2: Ando escrevendo compulsivamente de novo. Logo logo o blog estará tilintando de novos textos!

Ps.3: Tô de blog novo! Agora, junto com um amigo escrevo no *°*
Filhos da Sua Mãe. Confiram!


Ps.4: O copo está vazio e esperando por uma bebida mais apaixonante. E que ela não seja de forma alguma vodka né?! rsrsrs

...

Alguém tem um amor novinho aí pra mim? ;)


5 comentários:

Alguém... disse...

"O homem tem aversão ao vazio, principalmente ao vazio de sentido." Não me lembro quem foi que disse isso, acho que foi minha professora, se não foi também, que me desculpe o dono da frase por minha péssima memória. Quanto a isso concordo, pelo menos no que me diz respeito, a falta de sentido nas coisas me assusta. Não sei quanto a você, mas de qualquer forma o vazio tende a ser um tema recorrente aqui né? Parece até que o vazio por vezes transborda nas tuas palavras.

Ta certo eu sei que poderia comentar algo legal mas ainda mantenho certa briga (involuntária) com as letras.

E a propósito da tua última pergunta, não to sabendo de amores novinhos não, aliás to precisando de um deles também. Chega de velhos amores, chega de amores guardados em baús e amores fantasmas. Por onde anda a renovação sentimental?
^^

Anônimo disse...

Mendes.. amei o texto..
PS 4.: um copo de vodcka faria mui bem para vc!!
"Assim como misturar bebida misturar pessoas tbm pode dar uma ressaca".. isso é só para quem entende neh?!

Todo dia as mesmas coisas.
O caminho é o mesmo,
As mesmas pessoas...

mais do que perfeiro;.. aaoaoa quanto orgulho da Mendes..

amo vc flor!

Larissa

trunkael disse...

As vezes os melhores amores não são os novos, mas sim os reciclados.

Coisas de Garoto disse...

"Por loucuras mais loucas e por almas mais cheias de vida e de paixão."

Taí, gostei.

Nanda Assis. disse...

muito bom, porém, a minha alma anda vazia e meu copo muito cheio rsrsr...